Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010

Capítulo 16

 

 

 

 

Alexander (Os meus olhos encontraram-se com os dela e eu fiquei nervoso): Huh…nada. (Menti obviamente. Eu não conseguia mentir-lhe tão bem como mentia ás outras pessoas. O porquê?) Adeus… (Disse sem olhar para ela, eu não quero vê-la sair)
Isabella: Oh…okay. (Disse um pouco confusa e depois saí dizendo) Adeus… (Mas enquanto estava a sair reparei numa coisa, nenhum de nós disse: ‘Vejo-te hoje á noite’. O que é que isso quer dizer?)
Alexander (Eu respirei fundo quando a porta se fechou e eu caí no sofá. Nesse momento eu reparei numa coisa que evitei toda a minha vida. E tomei uma decisão): Esta obsessão acabou! (Disse para mim mesmo, para me convencer. É por isso que eu não lhe pedi para vir esta noite. Eu espero mesmo que ela não aparece esta noite, e espero mesmo que eu não esteja aqui á espera dela)

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais Tarde

 



Isabella: (Eu estava a caminhar de manhãzinha pelo hospital. Eu ainda me lembrava da promessa que tinha feito á Sofia. Eu prometi-lhe que estaria aqui quando ela acordasse…por isso espero mesmo que ela ainda esteja a dormir. Eu não quero desiludi-la mais. Isso foi quando vi muito movimento em redor do quarto da Sofia. O meu coração parou quando vi mais e mais médicos e enfermeiros a caminharem á pressa. Os meus olhos começaram a deixar cair lágrimas e eu estava mesmo assustada. Por isso ia começar a caminhar até lá quando alguém me parou)
Tracy: Izzie…
(Segurou o meu braço, triste)
Isabella (Olhei para ela, a chorar e nervosa):
Sofia…?
Tracy (Ela também estava a chorar, eu sabia que ela estava sem palavras):
Huh…
Isabella: DIZ! (Ordenei triste e zangada)

Tracy (Ela deixou cair uma lágrima e olhou-me nos olhos, o meu coração parou): Nós estamos a fazer o nosso melhor… (Sussurrou)
Isabella: (Nesse momento eu sabia que a Sofia estava a morrer! As minhas pernas começaram a falhar e eu escorrei pela parede até ao chão, a chorar descontroladamente)
Tracy (Ela ajoelhou-se ao meu lado, tentando abraçar-me):
Izzie…por favor…acalma-te.
Isabella (Eu olhei-a nos olhos, mesmo não conseguindo vê-los): Vai e salva-a!
(Segurei-a fortemente pelo braço)
Tracy: (Assentiu, levantou-se e correu até ao quarto da Sofia)
Isabella: (Eu agarrei-me aos joelhos e continuei a chorar…)
Kimberly (Ela estava longe da Izzie e viu o quão magoada ela estava. Ela sabia que ela não aguentava a perda da irmã. E ela não queria ir lá e confortá-la porque ela sabia que ia chorar também. E a Izzie precisa de apoio e não mais uma razão para chorar): Eu preciso de fazer uma coisa….
(Sussurrou para si mesma e correu até a secretária e pediu um número de telemóvel especifico)



Entretanto


Alexander (Eu estava no meio do trânsito, aborrecido, um idiota qualquer parou o carro no lugar errado e agora toda a gente se está a passar. O meu telemóvel tocou, peguei nele e atendi, surpreso por ver este número a telefonar-me): Estou sim?
Jackson: O que é que se passa mano?
(Ouvi a voz feliz do Jackson do outro lado da linha)
Alexander (Por momentos pensei em contar-lhe tudo. Contar-lhe o meu problema e pedir-lhe uma solução. Mas esqueci. Eu e o Jackson não temos a mesma relação desde que eu fui para o colégio, desde que eu mudei): Huh…nada de mais. Preso no trânsito. E tu?
(Já á meses que não ouvia nada dele)
Jackson: Oh, era só para te dizer que eu e a Amber vamos voltar!
(Ele parecia mesmo feliz, pergunto-me porquê)
Alexander (Eu abri mais os olhos por detrás dos óculos de sol, ainda a olhar para os carros a buzinar á minha frente):
A sério? Voltar…tipo, voltar?
Jackson:
Sim, nós estamos meio fartos da cidade.
Alexander: Oh, eu queria estar aí. Sem drama… (Sussurrei)

Jackson: O quê? (Ele falou meio preocupado e surpreso. Eu não queria que ele tivesse ouvido isso)
Alexander: Oh, nada! (Menti nervoso)
Jackson (Ouvi-o a suspirar): Sabes que podes falar comigo… (Agora preocupei-o)
Alexander: Sim, eu sei. (Eu só quero esquecer o último mês) Mas não é nada, a sério. Sabes que mais? Tenho de ir. Finalmente os carros já estão a andar. Até logo mano. (Tentei acabar com a conversa)
Jackson (Respirou fundo): Okay, se tu o dizes.
Alexander: Sim, sim. Telefona-me para me dizeres quando voltas. Adeus.
(Desliguei rapidamente, sentindo o meu coração já a bater mais de força. Respirei fundo e continuei a conduzir)




Kimberly: (Respirou fundo quando o telemóvel deu rejeição. Ela estava prestes a telefonar novamente, mas alguém a chamou. Ela era precisa noutro quarto, outro paciente precisava dela. Respirou fundo novamente e pôs o telemóvel no bolso, ela vai telefonar-lhe mais tarde)

 

  

 

  

 

  

 



Horas Depois

 

  

 

  

 

 

 


Dr. Morgan (Ele saiu do quarto da Sofia frustrado e triste. A Izzie não estava perto dele para ver o quão desapontado ele estava com ele mesmo. Isso foi quando a Dr. Tracy saiu também, ainda mais desapontado do que ele): Nós fizemos o nosso melhor!
Tracy (Ela estava zangada): O nosso melhor não chega! Ela ainda está viva!
(Ela estava a chorar, desesperada)
Dr. Morgan (Respirou fundo):
Dr. Adams, eu estou aqui á mais tempo que você e eu sei quando temos de desistir.
Tracy: Não! (Segurou mais lágrimas) Não podemos desistir dela! Eu acredito que nós, médicos, só desistimos quando o paciente para de respirar. (Aponta para o quarto da Sofia)
Ela ainda está a respirar.
Dr. Morgan (Ele percebia a sua raiva, mas eles não podiam fazer muita coisa. Depois chegou a Kim):
Dr. Adams….
Kimberly: Como é que ela está? (Perguntou assustada e preocupada)

Dr. Morgan (Olha para ela): Ela não passa desta noite… (Elas ficam ambas chocadas, ele respira fundo) Não podem reagir dessa maneira, nós somos profissionais. Temos que aprender que a morte faz parte desta profissão.
Tracy (Deixa cair uma lágrima):
O nosso trabalho é salvar vidas.
Dr. Morgan: Infelizmente não podemos salvar todas. Eu compreendo o seu lado…você é nova e não está habituada a ver o lado triste da medicina, mas o que eles dizem na escola de medicina não é completamente verdade. (Ela olha para ele surpresa) Nós não fazemos milagres…
(Ele estava visivelmente triste)
Tracy (Ela estava sem palavras e ainda não queria acreditar nisso. Para ela a medicina é um milagre e ela quer que o seu primeiro milagre seja na Sofia. Ela prometeu á Izzie, ela prometeu á Sofia, ela prometeu a si mesma)
Kimberly: M-mas…mas. (Ela também estava a chorar. Mas tentando não chorar, ele tinha alguma razão)
Mas e a cirurgia?
Dr. Morgan (Respira fundo):
Eu não a posso fazer. Eles não a podem pagar e não sabemos se vai resultar…
Kimberly: Fá-la! (Ela quase mandou. Ele olha para ela surpreso, ela fica nervosa. Tracy olhou para ela também)
Eu prometo, você terá o dinheiro. Só….faça.
Dr. Morgan:
Men. Smith, isto não é…
Kimberly: Salve-lhe a vida. A operação será paga até ao fim do dia. (Prometeu-lhe) Noutro caso, eu despeço-me. (Falou determinada, ambos olharam para ela surpresos)
Se o dinheiro não aparecer, pode-me despedir…
Tracy (Ele estava prestes a dizer alguma coisa mas a Tracy interrompeu-o):
Eu também!
Dr. Morgan: Dr. Adams! (Muito surpreso)

Tracy: Faça-o! E deixe-me ficar aqui para ajudá-lo! (Estavam ambas a implorar-lhe)
Dr. Morgan (Ele ficou lá, a olhar para elas e lembrou-se de quando era novo e acreditava na medicina. Respirou fundo derrotado): Dr. Adams, vá preparar a sala de operações. Temos uma operação para fazer! (E com isso saiu, pronto para se juntar á melhor equipa de médicos e enfermeiras)
Tracy (Ambas respiraram de alívio, olhou para ela rapidamente): Qual é o teu plano?
(Já sabendo a expressão no rosto da amiga)
Kimberly (Respirou fundo): Confia em mim! Vejo-te na cirurgia.
(Ambas caminharam em direcções opostas. Pensando que convencer o Dr. Morgan era o mais fácil, tirou o telemóvel do bolso. ‘Eu vou perder o meu trabalho’, pensou ela. E fez a chamada)

 

 

 

 

 

 

 


Mais Tarde

  

 

 

  

 

  

 

  

 

Alexander: (Eu estava a nadar pela minha piscina, só a tentar libertar os meus pensamentos. A minha cabeça estava mal, mas acho eu o meu coração estava pior! Depois vi a Hannah a vir até mim, olhei para ela curioso. Ela estava a segurar o meu telemóvel)
Hannah: Você tem uma chamada Mr. Thompson! (Ficou na beira da piscina com o telemóvel na mão)
Alexander (Nadei até á beira da piscina e segurei no telemóvel): Alex a falar!
(E vejo a Hannah a entrar na casa novamente)
Kimberly: Huh…olá Mr. Thompson. Daqui fala Kimberly Smith do Hospital de L.A. Eu queria perguntar-lhe uma coisa muito importante.
(Parecia muito nervosa)
Alexander (Os meus olhos abriram-se quando ela disse que era do hospital):
Como é que tem o meu número?
Kimberly: Huh…Eu... (Ouvi-a a respirar fundo) É sobre a Sofia Costa, eu acho que devia de saber.
(Ela parecia triste)
Alexander (O meu coração quase que parou e eu saí da piscina): Devia de saber o quê?
(Perguntei-lhe assustado)
Kimberly:
Ela vai para a cirurgia agora, porque é a ultima oportunidade, sem isso ela não passa dessa noite…
Alexander (Os meus olhos arregalaram-se e eu sentei-me na cadeira. A minha mente voou rapidamente para a Izzie, ela deve estar devastada. Mas antes que eu pudesse dizer alguma coisa a mulher falou)
Kimberly:
Eu estou meia desesperada, porque o meu trabalho está em risco. Por isso queria saber se…sabes de alguém que pode ajudar no pagamento da operação. Porque eu sei que a Men. Isabella não pode…
Alexander (Eu interrompi-a quando ouvi o nome dela):
A cirurgia não está paga?
Kimberly: Não, e eu prometi que estaria. Por isso é que eles estão a fazer…é a ultima hipótese.
(Pareceu que estava quase a chorar)
Alexander (Agarrei na minha toalha e entrei dentro de casa): Estou aí em 10 minutos!
(Desliguei e entrei rapidamente na cozinha deixando a Rosie e a Hannah a olharem para mim. Mas eu ignorei, eu não tenho tempo para isso. A irmã da Izzie não tem tempo. Ela está a morrer…e ela vai se eu não ajudar)


 

 

 

 

 

Mais Tarde

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

Isabella: (Eu estava como um zombie sentada numa cadeira. Eu não tinha mais lágrimas para chorar. Eu já me estava a convencer que a Sofia não ia sobreviver! O Dr. Morgan, a Kim e até a Tracy têm estado a evitar-me. Eu sei que eles têm medo de me dizerem a cruel verdade. Eu estou aqui á espera para ouvi-la. Depois disse a minha vida acabou. Eu não sei o que é que vou fazer, mas eu sei que não vou passar desta noite também. Outra lágrima caiu)

 

 

 

 

 



Alexander: (Eu parei o carro rapidamente, ignorando na posição em que estava, depois corri para dentro do edifício indo para o 3º piso. Quando cheguei lá perguntei pela enfermeira que me ligou. Depois vi-a a caminhar até mim. Virei-me e reconheci-a)
Kimberly: Vieste! (Disse surpresa)

Alexander: Quanto é que precisas? (Tirei a minha carteira e não olhei mais para ela)
Kimberly (Ela estava sem palavras observando cada movimento que eu fazia):
Huh…tu é que vais pagar?
Alexander (Olhei para ela):
Não me chamaste aqui para isso?
Kimberly: Eu-eu… (Ela não sabia o que dizer)

Alexander: Diz! (Disse impaciente) Ela precisa da operação, não podemos perder tempo.
Kimberly: Huh…claro. Eu vou levá-lo ao Dr. Morgan!
(Caminhou rapidamente até ao escritório do doutor, sorrindo com esperança)
Alexander: (Eu respirei fundo pesadamente. Olhando em redor. Perguntando a mim mesmo onde ela estaria? Devo ir até ela? Devo dizer a verdade?)


 

 

 

Publicado por - jéssica às 21:12
Link do post | Comenta X) | Adicionar aos favoritos
16 comentários:
De Estrelax3 a 27 de Dezembro de 2010 às 21:35
Ahhh!
ta tipo... PERFEITOO
eu quero maiis
tu tens o dom de me por agarrada ao ecra do computador e quase a chorar, e depois quando chega ao fim fico desesperada por mais!
Adoro mesmo a tua historia *o*
Beijinhos, adrt <3


De Sónia a 27 de Dezembro de 2010 às 22:59
adorei...

posta rapido


De Giovanna a 27 de Dezembro de 2010 às 23:24
amei!!!!a serio!!!lindo!!!!o alex foi tão fofo!!!!
posta depressa!!
xoxo


De tuany a 28 de Dezembro de 2010 às 00:25
posta mais ta perfeito
posta mais hj, se nao de pra posta hj posta amanha please ta muito perfeito to muito curiosa pra saber oq vai acontecer


De diego a 28 de Dezembro de 2010 às 00:31
adorei
posta mais


De any a 29 de Dezembro de 2010 às 01:31
posta hj please


De Geovana a 29 de Dezembro de 2010 às 12:26
Sua fic e' muito perfeita uma das melhores que eu ja li n demora pra posta to muito anciosa
bjos


De carol a 29 de Dezembro de 2010 às 17:22
ta lindo

posta logo to muito curiosa pra saber o que vai acontecer


De laura a 29 de Dezembro de 2010 às 20:50
adorei

posta pliss


De RAFAELA a 1 de Janeiro de 2011 às 00:37
POSTA PLEASE

E FELIZ ANO NOVO


Comentar post

Sobre Mim

Posts Recentes

Capítulo 19

vou continuar...

Olá...

Capítulo 18

Capítulo 17

Capítulo 16

Capítulo 15

Capítulo 14

Capítulo 13

Capítulo 12

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010