Sábado, 30 de Outubro de 2010

Capítulo 8

Nessa Noite

Alexander (Quando a campainha tocou eu levantei-me e fui até ela. Ela estava um pouco atrasada, mas não faz mal. Eu abri a porta e sorri para ela): Olá… (Ela entrou dizendo olá. Eu fechei a porta) …Isabella. (Sorri maliciosamente)
Isabella (Eu parei e olhei para ele. Eu sorri levemente, ele sabia o meu nome): Como…?
Alexander (Eu sorri): Eu ouvi o teu patrão a chamar-te isso…Isabella. (Eu não sabia porque mas gostava de dizer aquele nome)
Isabella (Eu revirei os meus olhos): Izzie. (Disse enquanto tirava o meu casaco, depois vi-o a olhar para mim, confuso) Chama-me Izzie. (Dei de ombros)
Alexander: Easy? (Disse a brincar)
Isabella (Eu olhei para ele com um olhar esquisito): Izzie.
Alexander: Easy?
Isabella: O quê? Não. Izzie. I-z-z-i-e. (Depois vi a cara dele) Espera, tu estás a gozar comigo.
Alexander: Duh! (Ri)
Isabella (Ri): E o teu?
Alexander: Huh?
Isabella: Tu sabes o meu nome. Eu não sei o teu.
Alexander: Oh… (Fui até á cozinha, abri o frigorifico e tirei 2 cervejas. Dei-lhe uma) Alex.
Isabella: Prazer. (Disse e peguei na cerveja, a sentir-me esquisita enquanto olhávamos um para o outro)
Alexander (Depois de termos ficado a olhar um para o outro eu afastei os meus pensamentos): Vai até ao quarto e abre uma saca que está lá.
Isabella: (Eu olhei para ele confusa mas fiz o que ele disse. Entrei no quarto e vi um grande saco duma loja de lingerie. O meu coração começou a bater mais de força eu abri-a e os meus olhos ficaram chocados e surpreso)
Alexander (Grita): Veste-a!



Isabella: (Eu ouvi-o a falar e as minhas bochechas queimaram quando analisei a pouca roupa nas minhas mãos. Respirei fundo e vesti-a. Depois de a ter vestido olhei para mim mesma ao espelho. Eu tinha de admitir que estava sexy, mas…eu não sou assim! O que é que aconteceu comigo? Onde é que está a velha Izzie? Suspirei e ouvi-o a chamar por mim)
Alexander (Grita): Porque é que estás a demorar tanto tempo?
Isabella: (Meu deus, ele era impaciente. Respirei fundo e desci as escadas, caminhando até ele, tentando não corar
Alexander: Finalmente! (Disse quando a vi a descer as escadas. Olhei para cima e vi-a) Wow! (Eu estava maravilhado e estava a ficar muito excitado. Todas as curvas delas estavam perfeitas naquela roupa e estava a mostrar o necessário, fazendo me querer ver mais. Eu levantei-me enquanto sorria e olhei-a dos pés á cabeça) Eu sabia que te ia servir. (Fui até ela)
Isabella (Com casa passo dele, com cada palavra, com cada olhar eu estava a ficar mais fraca e nervosa. Eu não sabia qual era o plano dele): Porque é que eu tenho de estar assim vestida? (Perguntei com medo)
Alexander (Eu sorri de orelha a orelha e coloquei os braços em redor da cintura fina dela): Porque eu gosto. (Beijei-a intensamente, eu não conseguia evitar)
Isabella: (Eu já senti muitas coisas quando ele me tocou mas agora é diferente. Eu sinto arrepios. Passei as minhas mãos pelos ombros dele até ás costas puxando-o mais para mim. Eu não conseguia pensar, eu estava a adorar este sentimento)
Alexander: (Nós não parávamos de nos beijar, eu não sei por quanto tempo nos beijámos mas isso não chegava. As minhas mãos passavam pelas curvas maravilhosas dela enquanto eu a levava lentamente para o quarto. Ela era doce, calma, delicada e perfumada mas ao mesmo tempo era perigosa, selvagem e sexy. Quando chegámos ao quarto eu deitei-a, deitando-me por cima dela, ainda aos beijos)
Isabella: (Estava tudo desfocado na minha cabeça porque quando percebi já estava deitada na cama e ele estava em cima de mim, a beijar-me de uma maneira que nunca tinha beijado. Eu estava surpreendida, ele estava a ser gentil, querido, carinhoso, eu não sabia porquê…mas adorava. Eu tinha os olhos fechados enquanto ele passou os beijos para o meu pescoço beijando-o levemente. O meu coração estava a bater como um tambor dentro do meu peito, o toque dele estava matar-me duma maneira que eu nunca pensei ser possível. Em cada segundo que passava as nossas acções tornavam-se mais perigosas, mas eu queria mais. Ele era certamente perigoso, mas eu queria, eu queria-o)
Alexander: (Desta vez eu sabia que estava a fazer as coisas diferentes, nas outras noites ela já estaria a gritar e a gemer …é oficial: Eu estou completamente…Obcecado por ela. Eu queria provar todo o seu sabor, durante toda a noite. Os meus lábios estavam a deslizar pelo peito dela, beijando os seus seios perfeitos. Quando estava prestes a tirar-lhe o soutien ela parou-me. Eu olhei para ela surpreendido, ela nunca tinha feito isto)
Isabella: (Eu sorri para ele quando ele me olhou surpreendido e fiz o meu melhor para ir para cima dele, quando ele percebeu o que e que eu estava a fazes deixou-me. Comecei a beijar o pescoço dele da mesma maneira que ele me fazia a mim e senti as mãos dele nas minhas coxas)
Alexander (Naquele momento o meu coração bateu mais depressa do que nunca, eu sorri satisfeito, ela já não estava com vergonha): Queres tomar o comando, hun?
Isabella (Eu ri, corando um pouco e depois aproximei a minha cara da dele): Shh! (Beijei-o o mais intensamente que podia enquanto as minhas mãos tiravam a roupa dele. Eu não sabia que era tão boa nisto, pensei para mim mesma
Alexander: (Ela já tinha tirado as minhas roupas e não me parou de beijar. Eu podia jurar que naquele momento sentia o meu coração parar com cada toque dela, ela era espectacular. Era a droga perfeita para se estar viciado, e eu estava claramente viciado por ela. Apesar de eu estar a gostar do comando dela eu tinha que mudar de posição, os meus desejos e necessidades estavam a aumentar por isso virei-a, estando em cima dela e beijei-a, começando a tirar a lingerie que tinha comprado. Com cada peça que tirava eu fazia questão de beijar cada espaço de pele descoberta, fazendo a respiração dela aumentar. Eu tinha de confessar que estava a adorar a maneira como o estávamos a fazer mas ambos precisávamos de mais por isso tirei-lhe o resto da lingerie rapidamente)
Isabella: (Quando vi que já estava nua olhei para a mesa ao lado da cama e vi os preservativos. Peguei num e abri-o enquanto os lábios dele estavam ocupados com o meu pescoço e eu estava a segurar os meus gemidos. Eu baixei as mãos e coloquei-lhe o preservativo, para a sua surpresa. Ele parou e olhou para mim. Nós já estávamos suados e ficamos presos no olhar um do outro, durante alguns segundos foi tudo o que fizemos)
Alexander: (Eu fiquei surpreendido quando a senti a colocar o preservativo com as suas suaves e frias mãos. O meu coração estava a bater muito depressa quando estávamos a olhar nos olhos um do outro. Interrompi o nosso momento beijando-a intensamente e aos mesmo tempo penetrei-a, e pela primeira vez, devagar, sentindo os pulmões dela á procura de ar e os gemidos dela aumentarem de volume a cada penetração. Nessa noite nós chegámos á montanha do prazer juntos e pela primeira vez durou toda a noite, toda a noite nós beijámo-nos e tocámo-nos de todas as maneiras e devagar, simplesmente dois corpos suados juntos)

De Manhã


Alexander (Acordei com um toque de telemóvel diferente a ecoar pelo quarto. Eu resmunguei e virei-me na cama, colocando inconscientemente os braços em redor dela): Desliga isso! (Disse numa voz sonolenta)
Isabella (Acordei com o meu toque de telemóvel, mas quase saltei da cama quando ele me agarrou. Eu abri os olhos e vi-o a tentar dormir, mas o meu telemóvel ainda estava a tocar. Eu agarrei-o rapidamente, tinha caído no chão, e atendi logo quando vi que era do hospital): Estou sim? (Sentei-me cobrindo-me com o lençol, já preocupada e ignorando os protestos do Alex)
Kimberly: Izzie, podes vir aqui por favor? (Ouvi a voz calma mas preocupada da Kim)
Isabella: Sim, sim, estou a caminho! (Já estava de pé e a agarrar na minha roupa rapidamente, eu já estava preocupada e senti-a o meu coração a explodir dentro de mim) O que é que aconteceu? Ela está bem? (Num momento já tinha vestido a minha roupa interior e os meus jeans)
Alexander: (Eu abri os olhos e levantei a cabeça quando ouvi a voz preocupada dela ao telefone, depois vi que ela já estava vestida, o olhar na cara dela era assustador. Ela estava assustada e preocupada, eu não sabia o que pensar)Isabella (Eu respirei fundo, ela não me podia dizer nada, eu coloquei a minha camisa e peguei no meu casaco e na minha mala): Estou aí em 10 minutos. (Desliguei e vi o Alex a olhar para mim com um olhar esquisito e confuso) Tenho de ir, xau! (Desapareci pela porta num relâmpago, já a sentir os meus nervos a aumentarem. A Kim telefonou-me a dizer para ir ao hospital, desta vez, não pode ser bom. Ainda bem que hoje é a minha folga no restaurante. Depois lembrei-me de telefonar á Tracy para saber o que se estava a passar, para saber como estava a Sofia. Peguei no telemóvel, escrevi o número dela e coloquei o telemóvel no ouvido enquanto caminhava pela estrada daquela casa de praia e começava andar mais depressa para chegar á paragem de autocarro)

Alexander: Mas…Izzie! (Chamei-a mas ouvi a porta da frente a bater) O que é que se passa com aquela miúda? (Perguntei a mim mesmo num sussurro, confuso e curioso. Ela parecia mesmo preocupada, ela é um grande mistério. Dei de ombros e coloquei a cabeça na almofada novamente, eu estava cansado, só tinha dormido 2 horas, por isso virei-me e adormeci em 2 minutos)



Mais Tarde
Isabella (Eu entrei pela porta do hospital e fui em direcção ao quarto da Sofia. Quando cheguei lá vi uma equipa de enfermeiras a sair de lá, seguidas pela Kim. O meu coração parou e os meus olhos arregalaram-se em medo mas quando eu ia entrar no quarto da Sofia a Kim parou-me): O que é que se passou? Onde é que está a Sofia? (Quase gritei em medo)
Kimberly (Ela colocou as mãos nos meus ombros para me acalmar): Izzie!
Isabella: Diz-me! (Ordenei, já a chorar)
Kimberly: Ela teve um relapso. E tivemos que lhe dar medicamentos fortes. Izzie, ela está muito fraca. Lamento. (Disse triste)
Isabella: Eu quero vê-la. (Tentei afastar os meus pensamentos e medos, eu só queria vê-la)Kimberly: Ela está a dormir. Tem calma. (Deixou-me entrar)
Isabella (No momento que entrei o meu coração gelou, nunca na minha vida vi um ser humano tão fraco e vulnerável. As minhas lágrimas caíam com intensidade, como uma cascata. Eu sentei-me na cadeira ao lado dela e agarrei na mão dela): Diz-me o que se passou… (Tentei acalmar-me mas a minha voz estava rouca e entre soluços. Eu não conseguia tirar os olhos dela)

O que é que acharam deste capítulo?
E o Alex? Será que é só sexo?
E a Sofia? Vai ficar bem ou vai acontecer o pior?


Publicado por - jéssica às 03:36
Link do post | Comenta X) | Adicionar aos favoritos
14 comentários:
De Nie Reis a 30 de Outubro de 2010 às 05:51
Primeira a comentar!! Iupii!!
POSTA RÁPIDO!!
Adorei o capítulo:)
Esperei muito por ele...
Espero que a Sofia fique optima:)


BeiJos


De Cacau ;* a 30 de Outubro de 2010 às 08:11
Ameeeei o capituloo!
Tomara que o Alex ajude a Izzie.
E que a Sofia não morra.
Posta Logo!
Ta perfeito!
Beijos!
;*


De Anónimo a 30 de Outubro de 2010 às 14:31
esta espetacular....

posta rapido


De eu S2 você a 1 de Novembro de 2010 às 09:58
ai ta perfeito d+
concertaze a melho rde todas as historias q ja li
posta logo
to muito anciosa pra ler o proximo capitulo
quando vc vai postar ?
ha e me tira uma duvida quando o alex vai saber pq a izzie faz isso?


De *-* a 2 de Novembro de 2010 às 04:29
Divulg pra mim pleaxe!?

http://shutyourlipsandtalkwithyourhips.blogspot.com/

OBG de qualuqer forma!

POSTAAAAAAAAAAAa ta mais que perfeito!!!


De Anónimo a 2 de Novembro de 2010 às 11:06
amei o capitilo...ta lindo
posta rapido esperei tanto por este capitulo...
a historia ta linda...quando o alex vai descobrir pq a izzie faz isso...nao deixes a sofia morrer a izzie ja sofreu muito...e da um lado humano ao alex...va la please posta rapido


De Anónimo a 4 de Novembro de 2010 às 00:56
LINDO, AMO AMO AMO A TUA FIC, É SIMPLESMENTE VICIANTE.
POSTA RAPIDO POR FAVOR.
BEIJINHOS
Carina
:)


De Anónimo a 6 de Novembro de 2010 às 10:54
posta logo please ta perfeito


De Anónimo a 7 de Novembro de 2010 às 13:55
posta rápido plz +.+


De Anónimo a 12 de Novembro de 2010 às 14:24
Posta pff *-*


Comentar post

Sobre Mim

Posts Recentes

Capítulo 19

vou continuar...

Olá...

Capítulo 18

Capítulo 17

Capítulo 16

Capítulo 15

Capítulo 14

Capítulo 13

Capítulo 12

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010