Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Capítulo 17

 

 

 

  

Dr. Morgan (Apertou a minha mão a sorrir satisfeito): Muito obrigada.
Alexander (Assenti e larguei a sua mão): De nada! Agora espero que faça a sua parte… (Olhei para ele sério)
Dr. Morgan: Não se preocupe. Eu vou fazer o meu melhor. Tenho a melhor equipa de médicos ao meu lado. Agora se me desculpa, tenho de ir. A operação vai começar daqui a pouco. (Saiu)
Alexander: (Eu assenti e respirei fundo aliviado. Mas sentindo-me nervoso. O que é que devo fazer agora?)

 

 

 

 

 

1 Hora Depois

 

Isabella: (Aqui estou eu novamente, sem ajuda, sem esperança, desesperada e…sem coração. Eu não tenho coração porque não consigo sentir nada. O que é que eu fiz para merecer este castigo? Porque é que tive de perder a minha família? Lentamente… A Kim saiu da sala e veio até mim a sorrir. Eu olhei para cima e o buraco do meu coração ardeu)
Kimberly (Caminhou até mim e sentou-se ao meu lado, segurando-me na mão. Eu vi os seus olhos brilhantes e um pequeno sorriso nos seus lábios): Nós vamos fazer a operação.
Isabella (Os meus olhos arregalaram-se, os meus pulmões pararam e o todo o mundo estava-se a mover novamente, muito devagar, como o retorno do batimento do meu coração): O q-quê? (Mais lágrimas vieram)
Kimberly (O sorriso dela tornou-se maior): Eu não tenho muito tempo, porque vou estar lá a segurar-lhe na mão. Mas… (Ela também já estava a chorar) Nós vamos fazer a operação agora. Isto vai funcionar. Por favor acredita Izzie!
Isabella: M-mas, eu não paguei…
Kimberly: Não te preocupes com isso. Não tens de te preocupar mais com isso, okay? (Abraçou-me com força e rapidamente) Eu tenho de ir. Eu aviso-te quando acabarmos. (Levantou-se e saiu do corredor rapidamente)
Isabella: (Eu não podia acreditar…será que apareceu uma pequena esperança no último minuto? Há alguma chance de eu estar com a Sofia novamente? Agora as minhas lágrimas estavam a descer rapidamente e eu fiquei lá sozinha, esperando pelo fim daquele pesadelo. O que quer que seja, uma coisa sei….isto acaba esta noite!)

 

 

 

 

 

 

 

 

Alexander (Eu estava a caminhar pelo corredor branco, logo depois de lhes ter dado o cheque eu saí, mas fiquei no carro durante 45 minutos, não conseguindo sair dali. Eu senti-me como um idiota. Eu sabia que ela estava a sofrer…e sabia que ela estava mesmo no corredor ao lado, mas algo dentro de mim não me deixa ir lá. Não é pessoal….não é pessoal….Repeti isso várias vezes na minha cabeça. Depois parei, olhando para o vazio): Qual é o meu problema? (Eu estava a falar sozinho mas não me importava com as pessoas que olhavam para mim. Eu já paguei a cirurgia dela, o que é que é mais pessoal do que isso? Respirei fundo e sem pensar duas vezes corri até onde a Izzie estava. Quando cheguei lá vi-a sentada numa cadeira com as mãos na cara, a chorar. O meu coração partiu-se quando a vi assim e corri até ela) Izzie! (Sentei-me rapidamente ao lado dela e puxei-a para os meus braços, abraçando-a o mais forte que podia) Vai ficar tudo bem. (Sussurrei enquanto lhe mexi-a no cabelo e ela chorava no meu peito)
Isabella: (De repente a minha dor ficou mais suave quando senti dois braços fortes em meu redor, que eu conheci-a tão bem, a abraçarem-me com força. Eu sabia que era o Alex. Eu estava confusa. O que é que ele está aqui a fazer? Porque é que ele está aqui? Mas eu não conseguia fazer mais nada a não ser chorar)
Alexander (Ela ainda estava a chorar e eu só queria fazê-la parar, ela já chorou que chegue): Shh…ela vai ficar bem. (Beijei-lhe os cabelos e apertei-a mais contra o meu peito)
Isabella (Nesse momento eu tinha que saber, mesmo que a Sofia fosse a minha primeira prioridade, eu tinha de saber…ela? Como é que ele sabe? O que é que se passa? Larguei-me dos seus braços e olhei para ele): Como é que tu sabes? (Sussurrei entre as lágrimas)
Alexander (Pela primeira vez vi os seus olhos inchados e vermelhos, a cara cansada, a dor. Respirei fundo, era a hora de lhe dizer a verdade): Eu descobri á algum tempo… (Desviei o olhar)
Isabella: Como? (De repente muitas coisas começaram a fazer sentido na minha cabeça, mas eu precisava de ter a certeza)
Alexander: Desde que eu te vi a chorar e triste…. (Olhei para ela) eu precisava de saber o porquê, por isso…segui-te! (Vi a surpresa nos olhos dela e fiquei envergonhado) E descobri sobre a tua irmã… (Olhei para baixo triste, nunca pensei que isto me fosse afectar tanto!)
Isabella (A minha cabeça fez ‘clic’, tudo estava claro e tudo fazia sentido): A doação… (Ele assentiu sem olhar para mim) Foi por isso que tu praticamente fugiste no outro dia…tu ouviste-nos….já sabias. (Ele assentiu novamente e os meus olhos arregalaram-se) A operação! (Mais lágrimas desceram, desta vez de gratidão)
Alexander (Respirei fundo, sem olhar para ela, sem saber o porquê): Tu precisavas mais do dinheiro do que eu. (Eu nunca me senti tão vulnerável e nervoso em toda a minha vida)
Isabella (Eu passei os meus braços em redor do pescoço dele e abracei-o, chorando no seu ombro): Obrigada! (Abracei-o com força) Muito obrigada! (Ele também me estava a abraçar e naquele momento eu senti-me….segura e feliz. Ficámos assim durante alguns momentos em silêncio)
Alexander: (Eu abracei-a com força novamente, fechando os olhos e novamente…senti-me orgulhoso de mim mesmo. Eu estava a ouvir aquelas palavras a sair dos lábios dela, segurando o corpo dela contra o meu e sentindo a reacção do meu coração: finalmente admiti a mim mesmo…eu estou completamente apaixonado por ela! E faço tudo para a fazer feliz e para ela se sentir segura e agora que sei que a felicidade dela passa pela irmã,  faço tudo para a salvar, ambas)
Isabella (Depois desse momento nos braços um do outro eu afastei-me e olhei-o nos olhos, sorrindo por entre as lágrimas): Obrigada! Eu devo-te a minha vida! (Daí em diante eu prometi a mim mesma que não vou recusar nada do que ele queira. Eu devo-lhe isso!)
Alexander (Eu vi a cara dela ali, em frente á minha e os meus olhos arregalaram-se quando ela disse aquilo, ela não me deve nada, eu só quero uma coisa dela….amor. Mas não disse nada, não é tempo para isso, agora o que importa é a Sofia. Beijei-lhe a testa e coloquei um braço em redor do ombro dela puxando-a mais para mim): Não te preocupes com isso… (Disse docemente)
Isabella: (Eu encostei a minha cabeça no ombro dele e respirei fundo. Depois a preocupação sobre a cirurgia que estava a ocorrer no outro corredor ocupou a minha cabeça, fazendo-me nervosa novamente, mas eu fiz o meu melhor para não chorar)

 

 

 

 

 

Isabella (Já passaram 2 horas e eu já estava a andar de um lado para o outro no corredor. O Alex ainda estava sentado, a olhar para mim, ambos preocupados e em silêncio. Eu estava a fazer o meu melhor para não chorar ou ter pensamentos negativos. Eu sabia que estava prestes a explodir): Porque é que eles não dizem nada? Já passaram 2 horas pelo amor de Deus!
Alexander (Eu respirei fundo e olhei para ela): Talvez não haja nada para dizer… (Eu não sabia o que fazer nesta situação. Eu queria ajudar mas não sabia como)
Isabella (Eu olhei para ele com os olhos cheios de lágrimas): Achas que aconteceu alguma coisa? (Eu estava a começar a respirar pesadamente, ia explodir novamente)
Alexander (Eu sabia que ela ia chorar novamente): Izzie… (Levantei-me e fui até ela) Não aconteceu nada… (Coloquei os braços em redor dela abraçando-a com força) As operações demoram, tu sabes disso. (Sussurrei e beijei-lhe a testa)
Isabella (Abracei-o de volta, fazendo o meu melhor para segurar as lágrimas): Mas está a demorar muito tempo! (Olhei para ele e as lágrimas que eu tentava segurar caíram) Eu não a posso perder! Ela é tudo o que eu tenho!
Alexander: Shhh! (Abraçei-a com mais força, sentindo as lágrimas dela molharem-me a camisola. O meu coração estava bater de dor. Eu sei que ela não vai aguentar se isto correr mal) Tu não a vais perder!
Isabella: Como é que tu sabes? (Afastei-me do abraço e olhei para ele. O meu mundo estava branco! Eu precisava de saber como é que ele sabia que o meu mundo ainda ia ser o meu mundo! Que não vou perder a última coisa importante para mim)
Alexander (Ela precisa de resposta, e eu quero dar-lhas, mas como é que posso ter a certeza?): Eu só sei… (Sussurrei e abracei-a novamente e ela chorava…novamente)

 

 

 

 

 

Tracy: (Mais uma hora passou e ela saiu, com a bata de operações e a mascara pendurada no pescoço. Olhou para a frente e viu a Izzie de mãos dadas com um rapaz. Quem era ele? Ela pensava que o reconhecia. Mas não era tempo para isso. Isso foi quando a Izzie a viu e praticamente correu até ela)
Isabella: Como é que correu? (Eu estava mesmo ansiosa, nervosa e assustada enquanto olhava para os olhos azuis da Tracy, o Alex caminhava até nós)
Tracy (Ela respirou fundo visivelmente cansada): Correu bem. (Sorriu levemente)
Isabella (De repente um peso saiu-me dos ombros e o meu coração saiu-me do peito de alegria e esperança): Posso vê-la? (Mais lágrimas apareceram nos meus olhos)
Tracy: Não ,desculpa. (O meu sorriso desapareceu) Ela ainda está muito frágil e fraca. E também a dormir. Lamento Izzie.
Alexander: Funcionou? (Eu não podia ignorar mais a situação por isso perguntei. Também tenho que saber)
Tracy (Ela olhou para mim surpreendida e depois para a Izzie e respondeu): Nós ainda não sabemos…
Isabella (A tristeza voltou novamente e as lágrimas começaram a acumularem-se nos olhos): Mas…
Tracy: Como eu disse…ela está muito frágil. Temos de esperar e ver o que acontece. O tumor saiu, agora temos mesmo de esperar. Não podemos fazer mais nada… (Disse triste)
Isabella (Eu segurei-lhe o braço, a chorar novamente): Tracy… (Eu estava sem palavras, quando é que isto vai acabar?) Ela vai…? (Eu estava assustada com a resposta dela)
Alexander: Claro que vai. (Interrompia, sabendo o que ela queria saber. A Sofia não pode morrer, não depois desta luta! Depois olhei para o médico) Certo? (Também estava com medo da resposta dela)
Tracy (Ela respirou fundo. Como é que ela podia dar-lhes a resposta que eles queriam saber?): Huh… (Ela também estava quase a chorar) Eu não sei mesmo…
Isabella: Oh Meu Deus! (Cobri a boca e mais lágrimas caíram. O Alex abraçou-me novamente)
Tracy (Ela estava a tentar segurar as lágrimas enquanto olhava para a Izzie nos meus braços): Izzie…eu acredito que o pior já passou…agora temos de ter fé e acreditar que a Sofia vai lutar e amanhã é outro dia, ela vai acordar e vamos fazer tudo para mantê-la segura e saudável. (Prometeu)
Isabella (Eu afastei-me do peito do Alex e olhei para ela): Prometes?
Tracy (Ela respirou fundo e fechou os olhos um pouco, vi uma lágrima solitária a descer-lhe pela bochecha. Depois olhou para nós outra vez): Eu prometo que não saio de perto dela hoje á noite!
Isabella: Mas….eu quero ficar! Eu tenho que ficar. (Comecei a entrar em pânico) Eu disse que não saía do lado dela. Eu prometi-lhe que eu estaria aqui quando ela acordasse!
Tracy: Izzie, tu não vais fazer nada aqui. Eu sei que ela não vai acordar durante a noite. Nós demos-lhe medicamentos fortes por isso ela só vai acordar amanhã. (Tocou-me no braço) Por favor vai para casa e descansa, tu mereces.
Isabella (Abanei a cabeça rapidamente): Não!
Alexander: Izzie… (Pus as mãos nos ombros dela por trás) Ela tem razão, tu precisas de descansar. (Eu estava preocupado. Eu sei que ela esteve aqui todo o dia, sem comer ou dormir. A Sofia não vai acordar hoje á noite por isso ela pode descansar e eu faço questão de a ajudar com isso)
Isabella: Mas…
Tracy: Não é mas nem meio mas. É uma ordem! E eu estou a dizer-te isso como médica e não como amiga. Vai para casa e volta amanhã.
Isabella: (Respirei fundo, eu sabia que não podia lutar com eles): Liga-me se…
Tracy: Não te preocupes. (Sorriu levemente) Vai para casa.
Isabella: (Eu assenti levemente e deixei o Alex levar-me para fora do hospital, sentindo que com cada passo que dava deixava um bocado do meu coração para trás)


 

Publicado por - jéssica às 20:32
Link do post | Comenta X) | Adicionar aos favoritos
|
12 comentários:
De Sónia a 20 de Janeiro de 2011 às 22:55
esta espetacular... adorei...

posta rapido


De tuany a 21 de Janeiro de 2011 às 00:01
posta ta muito perfeito sofia tem q melhorar


De rafaela a 21 de Janeiro de 2011 às 03:10
que perfeito tomara que o alex e a izzie fiquem bem e a sofia tbm


posta please


De fics_da_karina a 21 de Janeiro de 2011 às 19:28
LINDO, MARAVILHOSO... SEI LÁ!! ESTÁ TÃO ESPECTACULAR!!!
POSTA RÁPIDO POR FAVOR!!
ADORO ADORO ADORO A TUA FIC.
BJS
Carina
:)


De Giovanna a 22 de Janeiro de 2011 às 13:14
OMG!!!!LINDO!!!lindo lindo!!!!já tava cheia de saudades da tua fic!!!!!
amei amei amei!!!
posta depressa


De Giovanna a 22 de Janeiro de 2011 às 13:31
esta fic é super linda!!!cheia de emoções!!!!Adoro lê-la e desde que comecei a le-la tornou-se uma das minhas fics favoritas e tu uma das minhas escritoras favoritas!!!
por isso pus-te no meu blog como uma das minha escritoras favoritas!!!espero que passes por lá!!
xoxo


De InêsGonzalez a 22 de Janeiro de 2011 às 17:27
gostei :)


De gabi a 24 de Janeiro de 2011 às 19:42
ta lindo

posta logo please nao demora muito para posta nao please


De joyce a 26 de Janeiro de 2011 às 14:12
que lindo posta logo pliss


De may a 26 de Janeiro de 2011 às 14:13
a sofia tem que ficar bem para a izzie e o alex ficarem juntos



posta please


Comentar post

Sobre Mim

Posts Recentes

Capítulo 19

vou continuar...

Olá...

Capítulo 18

Capítulo 17

Capítulo 16

Capítulo 15

Capítulo 14

Capítulo 13

Capítulo 12

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010